Quinta-feira, 20 de Novembro de 2008

Água: Moura gasta menos 20 M/l por mês após renovar rede

A cidade alentejana de Moura gasta menos 20 milhões de litros de água por mês, após um investimento de dois milhões de euros na renovação da rede urbana de abastecimento, disse hoje à Lusa fonte do município.

«As medições feitas desde o passado mês de Agosto revelam que a cidade está a gastar menos 20 milhões de litros de água por mês», em comparação com os volumes gastos antes da renovação de «parte substancial» da rede pública urbana de abastecimento, que «em alguns locais tinha quase 50 anos», disse o vereador Santiago Macias.

A empreitada, que começou em Janeiro de 2007 e está «quase concluída», permitiu «renovar a rede pública de água, em várias artérias da cidade, sobretudo no centro histórico», para «garantir a eficácia do abastecimento e uma melhor gestão da água».

«Conseguimos diminuir de forma radical as roturas que existiam na rede, eliminar perdas subterrâneas de água e resolver problemas de abastecimento, nomeadamente ao nível da pressão», frisou Santiago Macias.

A «diminuição significativa do esforço de captação» de água, salientou, «vai permitir gerir melhor e prolongar a vida útil do aquífero Moura-Ficalho», que abastece a sede de concelho.

 

 

«O investimento na melhoria do abastecimento público de água às populações do concelho vai continuar», garantiu Santiago Macias, adiantando que, através da Associação de Municípios Alentejanos para a Gestão do Ambiente, está a decorrer o processo de adjudicação da construção de uma conduta de abastecimento em alta, que «irá ligar a Fonte da Telha ao ponto de captação junto do rio Ardila».

A conduta, cuja construção está orçada em 2,5 milhões de euros, vai servir para «abastecer todo o concelho de Moura, à excepção da freguesia rural de Sobral da Adiça».

A autarquia já lançou o concurso público para a renovação da rede de saneamento naquela freguesia, num investimento previsto de 800 mil euros, e, «no final de 2009», prevê «avançar com a renovação da rede de água em alguns bairros periféricos de Moura».

 

Fonte: Diário Digital / Lusa quinta-feira, 20 de Novembro de 2008 | 13:43

 

publicado por Ricardo C. às 14:21

link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.sobre mim

.posts recentes

. .

. Água: Moura gasta menos 2...

. Renováveis são paraíso do...

. «Declaração Universal dos...

. Uma oportunidade para sob...

. Garrano candidato a patri...

. Ave rara observada no ref...

. Bioblitz Portugal 2008

. Um terço das 135 espécies...

. Crimes ambientais têm cas...

.arquivos

. Março 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.tags

. todas as tags

.links

Join the energy revolution - Greenpeace

.ONLINE

online

.Visitantes

html code
managed switches

.subscrever feeds